20 de dezembro de 2018

CATADOR DE PAPEL



Pelas ruas ele vive andando
Empurrando o seu velho carrinho
O papelão, papel sempre catando
É ouro jogados no caminho

Não tem chuva ou dia ruim
Enfrenta qualquer contratempo
As intempéries aguenta firme sim
Precisa ganhar o seu sustento.

Uma profissão que na verdade
Exige tanto e quase nada a ganhar
Mas tem muita força de vontade
Com um futuro melhor vive a sonhar.

São homens e mulheres que labutam
E juntos vieram para somar
Igual a tantos brasileiros que lutam
Esperando que um dia possa melhorar.

Carol Carolina

Leia mais: https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=150822 © Luso-Poemas

4 de dezembro de 2018

RASGAR PAPEL POEMAS




Os poemas são pássaros que chegam
não se sabe de onde e pousam
no livro que lês.
Quando fechas o livro, eles alçam vôo
como de um alçapão.
Eles não têm pouso
nem porto;
alimentam-se um instante em cada
par de mãos e partem.
E olhas, então, essas tuas mãos vazias,
no maravilhado espanto de saberes
que o alimento deles já estava em ti...


Mário Quintana

22 de outubro de 2018

QUILLING - FERRAMENTAS ALTERNATIVAS


Veja um pouco sobre como
 foram feitas as ferramentas quilling 
de maneira ecológica e de baixo custo. 

Palitos de churrasco 


Ferramenta Quilling ecológica


Várias  formas de decorar 


Dorothéia  Barbara